O que fazer para evitar hemorróidas

  • O que fazer para evitar hemorróidas

Você já ouviu alguma vez uma musiquinha infantil que tem a função de ensinar crianças a contar? Um elefante incomoda muita gente! Dois elefantes incomodam, incomodam muito mais. Três elefantes incomodam muita gente, quatro elefantes incomodam, incomodam, incomodam, incomodam muito mais...

Brincadeiras à parte, se há algo que incomoda de fato muita gente são as hemorróidas. Usamos neste post um modo indireto para falar na dor, sensibilidade e uma coceira intensa na região do ânus que faz parte dos sintomas das hemorróidas e tiram o sossego, incomodando muita gente.

As veias dilatadas ou inchadas no ânus e nas partes do reto podem ter coágulos e inchar se não houver acompanhamento e tratamento. Em muitos casos, é necessária cirurgia. Neste post da Fosfonline, separamos dicas e informações de 12 alimentos que podem ajudar a combater hemorróidas ou aliviar os sintomas das hemorróidas.

Veja a nossa lista de 12 alimentos que ajudam a prevenir hemorróidas:

  1. Legumes: os legumes contém vários tipos de fibras e podem ajudar a combater crises de hemorróidas. Exemplos de legumes que ajudam a combater hemorróidas: feijão, lentilha, ervilha, grão de bico, amendoim e soja. As lentilhas e outros legumes podem aumentar as fezes, evitando que seja necessário fazer força na evacuação. Se você precisa ir ao banheiro, os legumes podem ajudar na formação de fezes para que você não precise sofrer tanto na hora de evacuar.
  2. Grãos integrais, grãos inteiros: os grãos são muito nutritivos e contêm germe, farelo e endosperma e contêm fibras. Os grãos inteiros são ricos em fibras insolúveis e favorecem a digestão, ajudando a reduzir dores e desconfortos provenientes de hemorróidas. Exemplos de grãos inteiros: cevada, milho, quinua, arroz integral, centeio e aveia. Você pode incluir aveia em sua dieta para reduzir os sintomas de hemorróidas.
  3. Brócolis e vegetais crucíferos: os vegetais crucíferos são conhecidos porque ajudam a prevenir doenças oncológicas e por conter boa quantidade de fibra insolúvel. Exemplos de vegetais crucíferos: brócolis, couve-flor, couve de Bruxelas, rúcula, couve, rabanete, repolho e nabo. A ingestão de vegetais crucíferos pode diversificar a microbiota intestinal - essa diversidade de bactérias intestinais favorece a imunidade e a um sistema gastrointestinal mais saudável.
  4. Alcachofras: ricas em fibras, as alcachofras contribuem com as bactérias do bem no intestino e podem ajudar no combate de hemorróidas. Alcachofras ajudam a regular a atividade intestinal e contribuem na redução dos sintomas de hemorróidas.
  5. Vegetais de raiz, tubérculos: as fibras saudáveis favorecem a saúde do intestino. Confira vegetais de raiz que podem ajudar no combate de hemorróidas: batata doce, nabo, beterraba, cenoura e batata. Prefira consumir os vegetais de raiz, tubérculos, assados ou cozidos no vapor - isso além de combater hemorróidas pode ajudar a evitar constipação.
  6. Pimentão: as fibras dos pimentões podem contribuir com a atividade intestinal; os pimentões contém 93% de água, são muito hidratantes e ajudam na evacuação sem esforço.
  7. Aipo: esse vegetal pode ajudar no combate de hemorróidas porque contém muita água e fibras - isso amolece o bolo fecal, o aipo ajuda a amolecer as fezes, reduzindo a necessidade de esforço e dores na evacuação. O aipo contém fibras e água e ajuda a prevenir hemorróidas.
  8. Pepinos e melões: se você quer levar fibra e água para o seu sistema digestivo, considere aumentar o consumo de pimentão, aipo, pepino e melão. Pepinos e melões contém fibras e água. Pepinos e melões são alimentos que ajudam no combate de hemorróidas porque ajudam no trato digestivo - contribuem com a digestão e com o bom funcionamento gastrointestinal.
  9. Pêras e maçãs: se você procura fibras, você vai encontrar nas pêras e nas maçãs. As pêras e as maçãs contêm muitas fibras e ajudam a amolecer as fezes, diminuindo o desconforto na evacuação. As pêras e as maçãs são alimentos que podem ajudar na prevenção de hemorróidas.
  10. Bananas e framboesas: se você quer ir ao banheiro sem esforço, as bananas e as framboesas podem ajudar na saúde do seu intestino. Bananas contêm pectina e podem ajudar a amenizar os sintomas das hemorróidas. As framboesas são fibrosas e têm nutrientes que podem ajudar na evacuação sem esforço.
  11. Ameixas cozidas: nada melhor que a sabedoria popular. As ameixas são conhecidas como laxantes da natureza. Quando se fala em constipação, intestino preso e dificuldade para evacuar, no ato, alguém sugere: coma ameixa cozida. Ah se você está com dificuldade de ir ao banheiro, se está com problemas para formar fezes amolecidas, se as suas fezes não são saudáveis e seu bolo fecal está muito endurecido e se você tem sofrido de constipação, as ameixas cozidas são a TOP 1 na escala de boas dicas para intestino preso e outras dificuldades que podem acentuar o problema com as dores e desconforto de hemorróidas. As ameixas contém fibras e sorbitol. As ameixas puxam água para o trato digestivo e podem amolecer as fezes. As ameixas estimulam o amolecimento das fezes e podem ajudar na dificuldade de ir ao banheiro. Você pode cozinhar as ameixas por 10 minutos ou até ficarem mais amolecidas.
  12. Água: Mantenha-se hidratado para que as fezes fiquem mais fáceis de passar na evacuação. É importante manter a hidratação e dar preferência à água para favorecer a atividade intestinal. Recomenda-se beber cerca de 8 copos de água diariamente - cada copo com cerca de 240 ml de água - ou seja - recomenda-se beber cerca de 2 litros de água por dia para manter uma boa hidratação e favorecer a prevenção de hemorróidas.

Compartilhe este post da Fosfonline. Muitas pessoas sofrem com hemorróidas, mas ainda não consultaram um médico. É importante uma avaliação médica, se alimentar de forma saudável e saber o que não se deve comer para reduzir as dores e o desconforto das hemorróidas.

Seguem os alimentos que evitam constipação e o desconforto provocado por hemorróidas.

Quais alimentos devem ser evitados em caso de hemorróidas:

  • Lacticínios: leite, queijo e derivados;
  • Farinha branca;
  • Carne vermelha;
  • Embutidos (carnes processadas);
  • Frituras;
  • Alimentos salgados (tendem a provocar inchaços que agravam hemorróidas);
  • Alimentos picantes (eles intensificam a dor em caso de hemorróidas);
  • Bebidas com cafeínas (elas endurecem as fezes);
  • Álcool (o álcool endurece as fezes e isso agrava hemorróidas).

Alimente-se bem, beba água e evite a constipação que pode agravar as dores e desconforto das hemorróidas. Se não houver melhora e os sintomas das hemorróidas persistirem, consulte seu médico e dê início ao tratamento o mais breve possível.

O ÓLEO DE COCO É UM SUPERALIMENTO E UM ANTIBIÓTICO NATURAL

Hoje a nossa dica de saúde é o óleo de coco! Conheça os benefícios do óleo de coco e do ácido láurico.

O óleo de coco é um superalimento e é um alimento completo O óleo de coco é uma fonte de energia natural e contém ácidos graxos. O óleo de coco é digerido com mais rapidez no organismo e tem propriedades, antimicrobiais, antifúngicas e antivirais. O óleo de coco é um aliado do sistema imunológico. O óleo de coco é um antibiótico natural. Tem ação antioxidante, combate os efeitos provocados pelos radicais livres, reduzindo os sinais de envelhecimento.

O óleo de coco contém ácido láurico, tem termogênico e favorece a queima de gordura, sobretudo na região abdominal. O ácido láurico é o mesmo presente no leite materno, por isso o óleo de coco é considerado um alimento completo.

O óleo de coco ajuda no emagrecimento e ajuda a acelerar o metabolismo. O óleo pode ajudar na limpeza bucal, reduzindo o mau hálito e prevenindo infecções. O óleo de coco ajuda na prevenção de infecção e ajuda a regular a atividade intestinal. O óleo de coco é uma gordura do bem que pode ajudar na saúde do intestino.

Acesse a loja on-line da Fosfonline, temos produtos de qualidade comprovada, elaborados com matéria-prima de alta qualidade.

Nota: Os textos do blog da Fosfonline têm o objetivo de compartilhar informações sobre saúde. Os posts deste blog são produzidos por redatores independentes e não têm o objetivo de propor diagnóstico ou indicar qualquer tratamento. Sempre recomendamos que as pessoas consultem um médico antes de fazer uso de qualquer suplemento.



Gostou? Classifique!

Escrever comentário

Não use tags HTML!

Comentários